Blog Alma Missionária

Blog Alma Missionaria

domingo, 8 de junho de 2014

 Acampamento de Pentecostes

Nossa santidade de vida precisa incomodar 
Pe. Edimilson
Foto: Arquivo cancaonova.com
A leitura de hoje cita Paulo, quando este fala sobre “um tal Jesus, que ele afirmava estar vivo”. Por que Paulo tinha essa convicção religiosa se ele não foi um dos doze apóstolos?

No Livro dos Atos dos Apóstolos, vemos o encontro de Paulo com nosso Senhor Jesus Cristo, por isso ele pôde afirmar que o Senhor estava vivo. Ele só se converteu, porque fez uma experiência pessoal com o Filho de Deus.

Saulo, no caminho para Damasco, ouviu uma voz: “Saulo, Saulo por que me persegues?”. Logo em seguida, o Senhor lhe diz: “Levanta e vai para a cidade; lá eu te direi o que deves fazer”. Saulo não podia enxergar; porém, por obediência, levantou-se e fez o que o Senhor havia lhe pedido. O Pai enviou Ananias até Paulo a fim de orar por ele. Ainda temeroso, Ananias foi ao encontro de Saulo e, imediatamente, caíram "escamas" dos olhos do apóstolo e ele pôde ver novamente. Então, levantou-se e recobrou as forças.

O apóstolo tinha sinais concretos de que o Senhor estava com ele, deque Deus agia nele. Fazer uma experiência com o Espírito Santo é dizer: “Ou vai ou racha”. A vida de Paulo foi transformada quando ele conheceu o Senhor. Querer Jesus é querer comprometer-se com Ele e não abrir mão disso, afirmando: “Eu não sento mais na mesa dos zombadores”.

Quem se encontra com o Senhor não tem medo de perder tudo, porque encontrou Aquele que tudo pode. São João Maria Vianey disse: “Quem quer ser santo aceita ser louco”. O santo não aceita o que o mundo lhe oferece, porque muda de mentalidade.

Quem se encontrou com o Espírito Santo optou por uma mudança radical. Aqueles que roubavam, adulteravam, idolatravam, viviam na superstição, já não vivem mais assim nessa vida, porque encontraram Jesus. Quando Zaqueu se encontrou com Cristo, quando o Senhor entrou na casa dele, tudo mudou na vida do cobrador de impostos. Saulo também mudou totalmente após conhecer o Senhor; até seu nome mudou para Paulo. Ananias conhecia Saulo antes de sua conversão, por isso disse a Deus que estava receoso, pois Saulo tinha carta de recomendação dos Sumos Sacerdotes para perseguir os cristãos. Mas Deus lhe deu a ordem: “Vá, porque eu o escolhi”.

Quando chegou em Éfeso, seu coração ardia, porque ele tinha recebido a graça do batismo no Espírito. Uma vez batizado, todos os dons estavam dentro do apóstolo. A loucura de fazer com que o Senhor fosse conhecido ardia no coração dele.

Paulo fez uma experiência marcante e decisiva em sua história. E você? 
Muitos fazem uma experiência linda, maravilhosa, mas não perseveram nela. Por que não perseveram? O Senhor já havia nos contado a parábola do semeador, em que existe quatro tipos de sementes e apenas uma dá fruto.

Se você quiser essa experiência com o Espírito Santo, Deus vai mudar sua vida profundamente, vai mudar tudo em você. O Senhor não se compraz com uma vida medíocre. “Ou vai ou racha”. Aqueles que acompanham de perto o Papa Francisco podem aproveitar o tempo da graça que se chama "hoje". Ele tem nos chamado à atenção frequentemente.

O apóstolo Paulo nos chama à atenção ao afirmar: “Vocês não podem beber na taça do Senhor e na taça dos demônios”. Nossa santidadede vida precisa incomodar as pessoas. Se não as incomodarmos, há algo errado!

Quem foi batizado no Espírito Santo, mas não se sente incomodando, precisa se rever! Não podemos nos comparar com quem não quer ser santo. Lembre-se: Paulo não viveu como apóstolo no grupo dos doze, mas Pedro sim. Pedro estava ao lado de Jesus e viveu com Ele Seus maiores momentos de intimidade, de cura, de milagres e libertação. Porém, quando certa mulher apontou para ele, dizendo ser ele um dos doze de Jesus, Pedro negou o Senhor três vezes.

No Evangelho de hoje, vemos que, após a Ressurreição, Jesus se encontra com Pedro, mas não o chama pelo nome que havia lhe dado. O Senhor o chama de Simão e o interpela três vezes, perguntando ao apóstolo se ele o amava. Pedro Lhe deu, talvez, a resposta mais linda: “Senhor, Tu sabes tudo...”. Ao dizer isso, estava dizendo a Jesus que o havia negado, mas o Pai sabia que, no fundo, no fundo, ele O amava. 

"Nossa santidade de vida precisa incomodar", exorta padre Edmilson.
Foto: Arquivo cancaonova.com

Mais tarde, Pedro não se achou digno de ser crucificado na mesma posição que Jesus, por isso pediu para ser colocado na cruz de cabeçapara baixo. Se você não quer se comprometer, melhor seria se não tivesse conhecido o Senhor. Se a sua experiência foi aprovada por Jesus, não tem mais volta! Mas se você começa a voltar para a vida velha, significa que sua experiência não foi autêntica. Se as pessoas que você conhece e se dizem de Deus estão voltando àquilo que é do mundo, problema delas. O seu compromisso é que deve ser autêntico. A opção é sua! Se você se decidiu pelo serviço ao Senhor, prepare sua alma para ser provada. É no tempo que nossa conversão é aprovada.

Não queira brincar. Queira Deus! Queira muito o que o Senhor reservou para você. Tenha ambição pelos dons do Espírito, principalmente o dom por excelência que é o do amor. O Senhor vai cumprir todas as promessas que Ele fez a você. Creia n'Ele!

Transcrição e  adaptação: Rogéria Nair

--------------------------------------------------------------

Padre Edimilson Lopes 
Padre da Comunidade Canção Nova


--------------------------------------------------------------

06/06/2014 - 20h00

Postar um comentário