Blog Alma Missionária

Blog Alma Missionaria

quinta-feira, 8 de maio de 2014

PAPA PIO XI SOBRE AS SEITAS E AS FALSAS RELIGIÕES - LITURGIA DIÁRIA , 08 DE MAIO DE 2014

quinta-feira, 8 de maio de 2014


 
PAPA PIO XI SOBRE AS SEITAS E AS FALSAS RELIGIÕES
"Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco. Preciso conduzi-las também, e ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só pastor" -(São João 10,16)
 
 
A FRATERNIDADE NA RELIGIÃO - CONGRESSOS ECUMÊNICOS : Pois, tendo como certo que rarissimamente se encontram homens privados de todo sentimento religioso, por isto, parece, passaram a ter a esperança de que, sem dificuldade, ocorrerá que os povos, embora cada um sustente sentença diferente sobre as coisas divinas, concordarão fraternalmente na profissão de algumas doutrinas como que em um fundamento comum da vida espiritual. Por isto costumam realizar por si mesmos convenções, assembleias e pregações, com não medíocre frequência de ouvintes e para elas convocam, para debates, promiscuamente, a todos: pagãos de todas as espécies, fiéis de cristo, os que infelizmente se afastaram de cristo e os que obstinada e pertinazmente contradizem à sua natureza divina e à sua missão
 
OS CATÓLICOS NÃO PODEM APROVÁ-LO : SEM DÚVIDA, ESTES ESFORÇOS NÃO PODEM, DE NENHUM MODO, ser aprovados pelos católicos, pois eles se fundamentam na falsa opinião dos que julgam que quaisquer religiões são, mais ou menos, boas e louváveis, pois, embora não de uma única maneira, elas alargam e significam de modo igual aquele sentido ingênito e nativo em nós, pelo qual somos levados para Deus e reconhecemos obsequiosamente o seu império. Erram e estão enganados, portanto, os que possuem esta opinião: pervertendo o conceito da verdadeira religião, eles repudiam-na e gradualmente inclinam-se para o chamado naturalismo e para o ateísmo. Daí segue-se claramente que quem concorda com os que pensam e empreendem tais coisas afasta-se inteiramente da religião divinamente revelada
 
A ÚNICA RELIGIÃO REVELADA É A IGREJA CATÓLICA : Acreditamos, pois, que os que afirmam serem cristãos, não possam fazê-lo sem crer que uma Igreja, e uma só, foi fundada por Cristo. Mas, se se indaga, além disso, qual deva ser ela pela vontade do seu autor, já não estão todos em consenso. Esta Igreja, fundada de modo tão admirável, ao lhe serem retirados o seu fundador e os apóstolos que por primeiro a propagaram, em razão da morte deles, não poderia cessar de existir e ser extinta, uma vez que ela era aquela a quem, sem nenhuma discriminação quanto a lugares e a tempos, fora dado o preceito de conduzir todos os homens à salvação eterna: "ide, pois, ensinai a todos os povos" (mt 28,19)
 
Acaso faltaria à Igreja algo quanto à virtude e eficácia no cumprimento perene desse múnus, quando o próprio Cristo solenemente prometeu estar sempre presente a ela: "Eis que eu estou convosco, todos os dias, até a consumação dos séculos?" (MT 28,20). Deste modo, não pode ocorrer que a Igreja de Cristo não exista hoje e em todo o tempo, e também que ela não exista hoje e em todo o tempo, e também que ela não exista como inteiramente a mesma que existiu à época dos apóstolos. a não ser que desejemos afirmar que: Cristo senhor ou não cumpriu o que propôs ou que errou ao afirmar que as portas do inferno jamais prevaleceriam contra ela (MT 16,18)
 
UM ERRO CAPITAL DO MOVIMENTO ECUMÊNICO NA PRETENDIDA UNIÃO DAS IGREJAS CRISTÃS : Ocorre-nos dever esclarecer e afastar aqui certa opinião falsa, da qual parece depender toda esta questão e proceder essa múltipla ação e conspiração dos ACATÓLICOS que, como dissemos, trabalham pela união das igrejas cristãs. Os autores desta opinião acostumaram-se a citar, quase que indefinidamente, a cristo dizendo: "para que todos sejam um"... "haverá um só rebanho e um só pastor" (JO 27,21; 10,16)
 
Fazem-no todavia de modo que, por essas palavras, queriam significar um desejo e uma prece de Cristo ainda carente de seu efeito. Existem, contudo, os que estabelecem e concedem que o chamado protestantismo, de modo bastante inconsiderado, deixou de lado certos capítulos da fé e alguns ritos do culto exterior, sem dúvida gratos e úteis, que, pelo contrário, a Igreja romana ainda conserva. E se é possível encontrar muitos ACATÓLICOS pregando à boca cheia a união fraterna em jesus cristo, entretanto não encontrareis a nenhum deles em cujos pensamentos esteja a submissão e a obediência ao vigário de jesus cristo enquanto docente ou enquanto governante
 
A IGREJA CATÓLICA NÃO PODE PARTICIPAR DE SEMELHANTES REUNIÕES : Assim sendo, é manifestamente claro que a Santa Sé, não pode, de modo algum, participar de suas assembléias e que, aos católicos, de nenhum modo é lícito aprovar ou contribuir para estas iniciativas: se o fizerem concederão autoridade a uma falsa religião cristã, sobremaneira alheia à única igreja de cristo
 
A ÚNICA MANEIRA DE UNIR TODOS OS CRISTÃOS : Assim, veneráveis irmãos, é clara a razão pela qual esta Sé apostólica nunca permitiu aos seus estarem presentes às reuniões de acatólicos por quanto não é lícito promover a união dos cristãos de outro modo senão promovendo o retorno dos dissidentes à única verdadeira igreja de cristo, dado que outrora, infelizmente, eles se apartaram dela. Dizemos à única verdadeira Igreja de Cristo: SEM DÚVIDA ELA É A TODOS MANIFESTA e, pela vontade de seu autor,ela perpetuamente permanecerá tal qual ele próprio a instituiu para a salvação de todos
 
(FONTE : PAPA PIO XI , ENCÍCLICA MORTALIUM ANIMOS)
 
 
 
"Cuidai para que ninguém vos escravize com filosofias mentirosas e inúteis, fundadas em tradições humanas, nos elementos do mundo, e não em Cristo". (Cl 2, 8 - São Paulo)
 

“.....Olhe para o Protestantismo como um grande hospital, onde os médicos não são verdadeiros médicos, e os remédios não fazem efeito porque não possuem a substância correta. Verás, pois, que se um moribundo adentrar nesse hospital suplicando que lhe cure, sequer ouvirá uma solução para sua doença, ou será atendido de forma desleixada, e a morte será o seu único fim

 
Assim é o protestantismo : há pastores que não são pastores, e há doutrinas que não salvam, por não serem as doutrinas de Cristo. E o único fim do protestante é a morte eterna, se a misericórdia divina não contrapuser a justiça temerosa , por isso, é impossível amar a Igreja e não lutar para destruir ESTA HERESIA . Não sabeis que o protestantismo também possui um fundador sobrenatural? Sabeis agora, trata-se de um anjo, e seu nome é Lúcifer - (SÃO PADRE PIO DE PIETRELCINA)
 
“O ecumenismo que não tem por intenção a conversão daqueles que estão afastados da Igreja Católica , não pode ser verdadeiro” – (PAPA PAULO VI)
 
"Lutero foi o primeiro a levantar a bandeira da rebelião contra a fé católica, e foi o principal autor dos males que amarguraram a igreja neste tempo. com seu sistema perverso de submeter a palavra de deus ao exame e juízo de cada um, causou mais dano à religião católica, do que todos os hereges da idade passada; de maneira que, se pode chamar este apóstata, o primeiro precursor do anticristo” – (SÃO JOÃO BOSCO - no seu livro "Compêndio de história eclesiástica")
 
“Por duas razões não se deve manter relações com os hereges. Primeiramente, por causa da excomunhão, pois, sendo excomungados, não se deve ter relações com eles, da mesma maneira que com os outros excomungados. A segunda razão é a heresia. – Em primeiro lugar, por causa do perigo, para que as relações com eles não venham a corromper os outros, segundo aquilo da primeira epístola aos Coríntios (15, 33): ‘As más conversações corrompem os costumes’. E em segundo lugar para que não pareça se prestar algum assentimento às suas doutrinas perversas
 
"Daí dizer-se na segunda epístola canônica de S. João (v. 10): ‘Se alguém vier a vós e não trouxer esta doutrina, não o recebais em vossa casa, nem o saudeis, pois o que o saúda toma parte em suas más obras’. E aqui a Glosa comenta: ‘Já que para isso foi instituída, a palavra demonstra comunhão com esse tal: de outro modo não seria senão simulação, que não deve existir entre cristãos’. Em terceiro e último lugar, para que nossa familiaridade [com eles] não dê aos outros ocasião de errar. Por isso, outra Glosa comenta a respeito dessa passagem da Escritura: ‘E se acaso vós mesmos não vos deixais enganar, outros todavia, vendo vossa familiaridade [com os hereges], podem enganar-se, acreditando que esses tais vos são agradáveis, e assim crer neles. E uma terceira Glosa acrescenta: ‘Os Apóstolos e seus discípulos usavam de tanta cautela em matéria religiosa, que não sofriam sequer a troca de palavras com os que se haviam afastado da verdade’. Entende-se, porém: excetuado o caso de alguém que trata com outro a respeito da salvação, com intuito de salvá-lo” – [São Tomás de Aquino [Quaestiones quodlibetales, quodlibeto 10, q. 7, a. 1 (15), c.]
Postar um comentário