Blog Alma Missionária

Blog Alma Missionaria

quinta-feira, 6 de março de 2014

R.R. SOARES E O LOUVOR AOS JUSTOS (SANTOS)!

quarta-feira, 5 de março de 2014

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/files/2013/08/r.r.soares.png   
 Em azul a "Mensagem do Dia", de autoria de RR Soares (foto) e em vermelho um comentário sobre o que ele disse.
MENSAGEM DO DIA:
QUEM TERÁ MELHOR SORTE
Pois os braços dos ímpios se quebrarão, mas o SENHOR sustém os justos. Salmo 37.17 
 Aqui R.R. Soares cita um Salmo com sentido Católico, pois este Salmo reconhece e confessa a existência dos Santos, isto é, dos Justos. Justo e Santo é a mesma coisa, significa amigos de Deus.
Reconhecendo biblicamente a existência dos justos, isto é, dos Santos, o próprio R.R Soares tecerá louvores aos justos, como o leitor poderá conferir logo mais abaixo.
É evidente que o ímpio consegue muito mais que os justos, porque ele não tem “freio” diante de certas propostas. No entanto, a Palavra nos adverte a não tê-lo como padrão nem invejá-lo (Sl 73; Pv 24.1). O que importa é o que se obtém com a ajuda de Deus, pois isso jamais nos será tirado. A herança do justo vem do Senhor e, por isso, será preservada para sempre (Sl 37.18). Sem dúvida, a sorte do justo é melhor que a do ímpio.
Mais uma vez RR Soares cita uma atitude católica para o salmo 37, que é o louvor à pessoa justa, ao reconhecer que é de Deus que ele recebe ajuda e herança, e que a sua memória será para sempre, ou seja, morre o justo, mas a sua fama continua para sempre na memória do povo de Deus, como o é a de Abraão, Isaac, Jacó, os Apóstolos e todos os homens e mulheres canonizados pela Igreja no decorrer dos séculos até hoje.
Há dias em que o maligno parece obter sucesso completo em sua obra destruidora. De todos os lados, ouve-se dizer de infortúnios que acontecem. Esses dias são conhecidos como dias do mal. Mas, apesar de isso afetar todo homem, os justos são preservados. No juízo de Deus, receberemos as respostas para as adversidades que nos sucederam. Entenda, porém, que a maldição sem causa não se cumpre (Pv 26.2). Vigie e ore para que o inimigo não encontre brechas em você.
 Sim, os justos são preservados por Deus de todo o mau, mas segundo a palavra que Ele mesmo disse: "Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode lançar a alma e o corpo no inferno"(cf.Mt.), assim Deus preservou não a vida dos mártires, mas a alma de todos eles. Os ímpios mataram o corpo deles, mas a alma dos justos jaz no Senhor(cf. Sl.). Não existe maior honra para se dar a alguém do que reconhecer a sua santidade, ou seja, que no meio de uma grande adversidade foi preservado pelo Senhor. Só quem tem o pérfido vício da inveja não consegue louvar a seu próximo, ou reconhecer nele a assistência divina. Então, seu RR Soares, porque o sr. condena tanto o que o sr. mesmo faz? - o culto laudatório do justo? Qual o problema de louvar alguém, se a própria bíblia põe em nossos lábios louvores aos justos. Somente o invejoso não aceita Deus no seu irmão, no seu próximo, por isso os invejosos mataram a Cristo, que depois ressuscitou ao terceiro dia, para que eles caíssem de joelhos a seus pés.
Em certos períodos, surgem tantos problemas, que o homem não consegue solucioná-los. Entretanto, para quem, de fato, é servo do Altíssimo haverá abundância de pão, de solução. Os justos têm o Senhor no meio deles e, quando oram, logo recebem a sabedoria que os ajuda a se livrar da crise que se abate sobre os perdidos. Observe o ímpio, pois, antes de ele perecer, seu brilho se apagará, e ele ficará como as pastagens queimadas, cujo viço se desfaz (Sl 37.20).
Mais uma vez vemos nesse texto um sentido católico usado por  RR Soares ao se referir ao justo como "servo do Altíssimo". Ora, não há maior louvor à uma pessoa que declará-la servo ou serva de Deus. A Igreja Católica, antes de Canonizar alguém, o primeiro reconhecimento da vida sincera da pessoa é declará-la Serva ou Servo de Deus. RR Soares reconhece o mesmo que a Igreja Católica reconhece. RR Soares aconselha a santidade como um bem a ser conquistado, ao dizer que o ímpio, ao perecer, terá seu brilho apagado, ou seja, ele propõe a santidade, pois o brilho do santo permanece para sempre, ou seja, sempre a Igreja celebrará sua memória, ou seja, seus grandes feitos(cf.Eclo.). Na religião judaica os judeus celebram todos os anos a Passagem do Mar Vermelho, que foi um grande feito, acontecimento, do passado. Se não me falha a memória essa liturgia é feita na Páscoa Judaica. Ora, nessa cerimônia, que é bíblica, o próprio Jesus a fez, na quinta feira antes de sua paixão, louva-se os grandes feitos de Moisés. Deus e Moisés são honrados nesta festa litúrgica judaica. É claro, é lógico, é absolutamente óbvio que os hebreus nessa liturgia adoram somente a Deus e a Moisés apenas o honram, segundo a promessa destes mesmos salmos citados por RR Soares.
Lembramos que a liturgia da Páscoa Judaica foi instituida por Deus.
Não há nada de errado em alguém tomar como modelo a fé que a outra pessoa tenha, mas, no mínimo, quando obtiver sucesso, ele deve dar o louvor a Deus. Um dos sinais de que um indivíduo está na impiedade é que, ao aprender com o justo o que fazer e constatar que isso surtiu efeito, ele não reparte com o justo um pouco do que ganhou ou deixou de gastar. O ímpio “pegou emprestado” do justo a inspiração, mas não “pagou” pelo favor conseguido (v. 21).
Agora sim, RR Soares deixa de falar como católico e começa a falar como pastor evangélico, protestante, pois está a cobrar ou a lembrar seu leitor de não deixar de pagar o seu dízimo, e chama de ímpio quem não lhe der dinheiro. Ele é muito parecido com o Silvio Santos, só que o Silvio diz: "Quem quer dinheiro?" e RR Soares diz: "Quem tem dinheiro?!"
Mas como ele mesmo disse, "não há nada de errado em tomar como modelo a fé que outra pessoa tenha", ou seja, não há nada errado em seguir os exemplos de pessoas que amaram a Jesus Cristo de todo o coração.
Não importa o que se consegue com a mão enganosa, ainda que seja muito, pois o que deve ser procurado é possuir a terra das promessas de Deus. Somente os que amam o Senhor – têm Seus mandamentos e os guardam (Jo 14.21) – são abençoados para possuir a Terra Prometida. Os que decidem viver na impiedade, deixando-se levar pelas mentiras do diabo, estão sob a maldição divina e, por isso, em breve, serão exterminados (Sl 37.22).
Mais uma vez ele insiste em amedrontar seus leitores que não pagam o dízimo: "cuidado com a maldição divina!!!!" Mas uma coisa ele lembrou bem, devemos guardar os mandamentos do Senhor. O primeiro e o maior de todos é amar a Deus sobre todas as coisas, o segundo é semelhante a este, disse Jesus ao jovem rico, ama a teu próximo como a ti mesmo. O próximo mais próximo de nós são nossos pais, nossos parentes. Ora, a lei de Deus, que RR Soares lembra que devemos guardar, ordena honrar pai e mãe, que são nosso próximo mais próximo. Portanto, nada de errado em louvar ou honrar as pessoas de bem, que são notoriamente servas de Deus, notoriamente justas, ou será que os justos existem somente na mente do Senhor, num lugar inatingível? É claro que não, os justos vivem no meio de nós, são carne e osso como nós.
Lembramos que a Lei de Deus ordena "honrar pai e mãe". Ora, honrar e louvar é a mesma coisa. Os filhos de Abraão, ordenados pela Lei, louvaram seu pai, e os que escutaram seus louvores os transmitiram aos outros e assim por diante. O mesmo aconteceu com Moisés, Isaac e Jacó, com os Apóstolos, etc. Todos receberam a honra e glória merecida. Só quem tem inveja não aceita que os outros sejam louvados como justos, como bons. Que mau há em afirmar que uma pessoa seja boa, pelo que se saiba a Bíblia proíbe falar mau das pessoas, mas não falar bem.

Na batalha espiritual, os braços dos ímpios – aquilo que criaram para ajudá-los – serão quebrados, uma vez que não há fundamento em nada que não seja de Deus. Já os justos não perderão a batalha, pois o Todo-Poderoso irá sustentá-los. Esses não devem temer, porque o Pai é com eles. Além disso, não devem amedrontar-se, porque o seu auxílio é o Senhor, o seu Deus. O Altíssimo os ajudará, os esforçará e sustentará com Seu maravilhoso poder (v. 40).
 Veja só, aleluia, aleluia! RR Soares, que é contra o culto dos santos, reconhece e afirma o que é a base do culto honorífico aos homens e mulheres santos, ele diz: "... o Pai é com eles." Ora, é exatamente isso a base do culto dulíaco às pessoas santas: reconhecer que Deus está neles, que eles estão em Deus. Todos os que na morte forem dignos desse louvor, morrem como santos no Senhor, como o Salmo que diz: "Gloriosa na presença do Senhor é a morte dos Santos, seus amigos."
Não é e nunca foi pecado dizer que Deus está com uma pessoa, que uma pessoa é ou foi abençoada por Deus.
Pecado é não reconhecer Deus em nosso próximo.
Em Cristo, com amor,
R. R. Soares
AUTOR: MISSIONÁRIO R. R. SOARES
DATA: 18.11.2012



Compartilhe este artigo, evangelize! :
Postar um comentário