Blog Alma Missionária

Blog Alma Missionaria

quarta-feira, 19 de março de 2014

Que São José seja o guardião da nossa família!

São José, cuide da minha casa, cuide da minha família, cuide dos meus, porque o senhor soube cuidar, proteger e amar os Tesouros mais preciosos de Deus. O senhor foi o guardião da Sagrada Família, seja também o guardião da minha família!
 ”José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo” (Mateus 1,20).
A Igreja celebra hoje em todo o mundo o seu patrono: São José, o esposo de Maria, o pai adotivo de Jesus. Ah, São José, como nós temos que aprender com o senhor, homem fiel, justo e temente a Deus! Como a nossa Igreja, como a nossa família, como todos nós precisamos aprender com o senhor, São José! Como nós precisamos que o senhor venha nos ensinar o caminho da fidelidade a Deus, mesmo àquilo que nós não conseguimos compreender. Porque sabemos, São José, que não foi fácil no primeiro momento, até o fim da sua vida, compreender os desígnios de Deus, mas mesmo assim o senhor a Ele foi fiel até a morte.
Celebramos hoje São José, meus queridos irmãos e irmãs, como modelo para toda a Igreja, primeiro porque ele é o guardião da Sagrada Família por ter cuidado dos tesouros mais preciosos de Deus aqui na Terra. O primeiro Tesouro do qual ele cuidou foi Jesus; José não era o pai de Jesus no sentido genético da palavra, porque Jesus havia sido concebido no ventre de Maria por obra do Espírito Santo de Deus (cf.  Mt 1,20), no entanto, ele aceitou cuidar deste Menino e dar a vida por Ele, educá-Lo, formá-Lo. José ensinou Jesus a trabalhar, a falar, a andar; tudo aquilo que um pai precisa ser para um filho José o foi para Jesus.
São José também cuidou do outro tesouro precioso do Pai : a Virgem Maria. Aquela que permaneceu pura, intacta, toda de Deus, teve um homem que foi companheiro neste caminho: São José. No primeiro momento, José não compreendeu aquilo que Deus estava fazendo em Maria; que fora separada e chamada para ser toda de Deus, ele não queria atrapalhar aquilo que o Todo-poderoso poderia fazer nela, porque nem ele mesmo entendia. Por isso, de forma silenciosa, justa, sem querer difamá-la ou entregá-la, José se entrega à oração e ali no silêncio da oração o anjo lhe diz: ‘‘Não temas, José, em receber Maria em sua casa, tudo que nela se realiza é obra do Espírito!”  (Mt 1,20). E assim, o pai adotivo de Jesus a recebeu em sua casa.
São José nos ensina hoje que, quem quer receber Jesus, precisa receber também Sua Mãe, esse tesouro precioso do Senhor. José, companheiro; José, amigo; José, homem de Deus!
Queira, hoje, olhar para São José e pedir por todos os homens. Sim, como nós homens precisamos de um modelo de homem que nos ensine a viver a oração e a fidelidade a Deus! São José precisa ensinar aos homens casados a ter paciência, a ter compreensão com suas esposas, com suas mulheres. Cada um precisa olhar para São José e dizer: ”Valei-me, São José! Ensine-me a ser um homem segundo o coração de Deus”.
Toda a família, todos os homens e mulheres devem olhar para este santo e dizer: ”São José, cuide da minha casa, cuide da minha família, cuide dos meus, porque o senhor soube cuidar, proteger e amar os Tesouros mais preciosos de Deus. O senhor foi o guardião da Sagrada Família, seja também o guardião da minha família!”.
Que Deus abençoe você!

Postar um comentário