Blog Alma Missionária

Blog Alma Missionaria

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Quinta - feira de Adoração

Como está sua vida de oração? 
Padre João Marcos
Foto: Daniel Mafra/ Canção Nova
Como está a sua Quaresma? Como está a sua fé? Como está a sua vida? Será que você está disposto a deixar a Palavra de Deus agir em sua vida? O que será que a Igreja lhe propõe neste tempo de Quaresma? Nossa conversão é diária!

Às vezes, a Quaresma é o tempo em que somos mais tentados pelo Senhor, quando somos chamados a entrar num tempo de deserto interior. O que você precisa mudar na sua vida? A sua atitude precisa fazer mudar algo em você! Quem sabe, nessa Quaresma, o Senhor não o convida a deixar o cigarro num ato de vontade? Talvez, Ele esteja lhe pedindo para deixar o alcoolismo, a sexualidade desregrada. O que vai mudar depois da Quaresma?

Talvez você tenha recaídas neste tempo, porque está na subida, e subir exige esforço. Ser um jovem, um homem ou uma mulher de Deus é um desafio, mas não é impossível.

Deus está em primeiro lugar na sua vida? Ele é o Senhor dos seus pensamentos? Jesus é o Senhor do seu trabalho? Eu gosto de dizer que tive uma “trombada” com Deus; e, todos os dias, será assim, porque nós não estamos preparados para nos encontrar com Ele. Por isso, precisamos rezar, e isso exige esforço, é luta, é suor; muitas vezes, precisamos chorar.

Leitura do Livro do Êxodo. Naqueles dias, 7o Senhor falou a Moisés: “Vai, desce, pois corrompeu-se o teu povo, que tiraste da terra do Egito. 8Bem depressa desviaram-se do caminho que lhes prescrevi. Fizeram para si um bezerro de metal fundido, inclinaram-se em adoração diante dele e ofereceram-lhe sacrifícios, dizendo: ‘Estes são os teus deuses, Israel, que te fizeram sair do Egito9E o Senhor disse ainda a Moisés: “Vejo que este é um povo de cabeça dura. 10Deixa que minha cólera se inflame contra eles e que eu os extermine. Mas de ti farei uma grande nação”. 11Moisés, porém, suplicava ao Senhor seu Deus, dizendo: “Por que, ó Senhor, se inflama a tua cólera contra teu povo, que fizeste sair do Egito com grande poder e mão forte? 12Não permitais, te peço, que os egípcios digam: ‘Foi com má intenção que ele os tirou, para fazê-los perecer nas montanhas e exterminá-los da face da terra’. Aplaque-se a tua ira e perdoa a iniquidade do teu povo. 13Lembra-te de teus servos Abraão, Isaac e Israel, com os quais te comprometeste por juramento, dizendo: ‘Tornarei os vossos descendentes tão numerosos quanto as estrelas do céu; e toda esta terra de que vos falei, eu a darei aos vossos descendentes como herança para sempre”’. 14E o Senhor desistiu do mal que havia ameaçado fazer a seu povo.” Primeira Leitura (Êx 32,7-14)

Em determinado momento, Moisés sobe o monte para falar com Deus, mas demora um pouco. Por essa razão, o povo desiste do Senhor e passa a idolatrar uma imagem.

Será que nós não estamos fazendo a mesma coisa? Será que nós também não estamos cansados de esperar? O que hoje nós estamos idolatrando? Há pessoas que falam que é idolatria colocar um retrato da Virgem Maria em casa, mas tem um pôster de um jogador de futebol no quarto. O que é mais importante, a figura de Nossa Senhora ou a do jogador? O pior não é a idolatria, mas o rompimento com as coisas de Deus.

Deus não desiste de você! Não estamos num tempo que queremos as coisas para amanhã. Não! Hoje, não queremos esperar, não queremos sofrer. Até que ponto eu confio em Deus? Até que ponto eu confio e sofro em Deus? Nós que somos católicos precisamos agir com autenticidade. Não podemos ser católicos e participar de outras seitas, de outras religiões. A nossa fé diz que acreditamos no Deus Uno e Trino.

O Senhor disse a Moisés: “esse povo é um povo de cabeça dura”. Por isso a importância da nossa vida de oração. Como está a sua vida com Deus? Como está a sua vida de oração? O Senhor estava querendo livrar o povo da escravidão. Moisés, mesmo vendo o povo se distanciando, rezou por ele.

Quem você está colocando no lugar de Deus? As pessoas dizem não ter tempo, mas o que você tem feito com o tempo que era para ser d'Ele? Exigimos tanto de Deus, mas o que estamos dando para Ele?

"Sem oração não há esperança, mas apenas ilusão."
Foto: Daniel Mafra/ Canção Nova

 
No dia em que fomos batizados, recebemos uma marca indelével que é o batismo. E se há um Deus que mora no nosso coração, precisamos cultivar esse relacionamento, essa amizade. Quando atendemos as pessoas, só escutamos, e ela mesmo acha a resposta. Será que nós estamos falando com Deus? Será que temos rezado o santo terço? Precisamos rezar com a vida, rezar com o coração, sermos sinceros diante do Senhor.

Precisamos rezar com a nossa verdade: “Senhor, eu te louvo, porque estou aqui, mas olha para a minha dor de cabeça”, assim se rezar com a verdade.

Quando as pessoas vêm para a confissão e trazem as suas realidades, elas dizem: “Depois que aconteceu tal coisa, eu deixei de rezar.

Hoje nós somos chamados a ser como Moisés. Muitas vezes ficamos falando de aborto, mas será que você tem sido intercessor e rezado?Precisamos assumir a intercessão pelos outros. Temos que rezar sim, mas temos que rezar e ser pessoas ativas. Peçamos ao Senhor essa graça no dia de hoje: “De sermos homens e mulheres intercessores.”

Jesus veio fazer a vontade do Pai. Jesus se solidariza conosco assim como Moisés se solidarizou do povo.

Hoje precisamos voltar a rezar! A liturgia nos ensina a rezar, a ir ao encontro de Deus, ir a Igreja; ir nas pastorais.

O mundo está cheio de palavras, mas carente de gente que dá testemunho de vida . Ser Cristão pregando aqui na Canção Nova, e para aqueles que vem na Canção Nova, é uma maravilha. Mas ser Cristão depois é mais difícil. Precisamos continuar sendo depois muito mais. Será que eu sou de Deus quando chego na minha casa? Sou de Deus quando chego no meu trabalho? Eu tenho coragem de dizer que sou Católico?

Muitos jovens e pessoas criticam o outro que vai para Igreja, mas na hora que o “sapatinho aperta”, eles vem procurar os que rezam.

Por isso que a Santa Missa é a melhor coisa que fazemos. Nunca diga: Eu vou para assistir a Santa Missa, mas sim: Participar!

Quero encerrar aqui com o comentário do Bento XVI: “A oração alimenta a esperança”. Oração com fé, que vai alimentar a nossa esperança. As vezes nós estamos caindo, e por isso precisamos de combater buscando no Senhor. Sem oração não há esperança, mas apenas ilusão.


  
Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D'Onofrio

--------------------------------------------------------------

Padre João Marcos 
Missionário da Comunidade Canção Nova


--------------------------------------------------------------

03/04/2014 - 16h00

Postar um comentário