Blog Alma Missionária

Blog Alma Missionaria

sábado, 19 de abril de 2014

sábado, 19 de abril de 2014

O carinho de Deus em nossas feridas

O que cancela nossos pecados é o perdão de Deus e Sua misericórdia é o modo como nos perdoa.

Por Clarissa de Oliveira

Muitas vezes nos encontramos em nossos sepulcros interiores, em nossa pobreza e sujeitos a amargura. Existe em nós um apego às fraquezas, a um modo de vida habituado e fechado no pecado. É tempo de sair deste espaço, de deslocar-se e avançar, começando uma nova vida.

Apenas Cristo pode nos ajudar a sair do sepulcro de uma vida no pecado, de áreas mortas existentes em nossos corações. Como fez com Lázaro. Ele, do lado de fora do sepulcro, gritava: “Lázaro, vem para fora” (Jo 11,43). Lázaro, do lado de dentro, envolvido em panos, com mãos e pés amarrados. Quanto esforço para sair daquele buraco, buscar a luz, ir ao encontro de Jesus. Assim vivemos também em nossas lutas, deixando de lado aquilo que “já cheira mal” (Jo 11, 39), que nos leva a morte. Jesus, porém, continua a nos convidar: “vem para fora”.
A atitude é de sair da necrose espiritual, “e quando eu abrir as vossas sepulturas e vos fizer sair delas, sabereis que eu sou o Senhor” (Ez 37, 13). Conhecer Aquele que realmente nos quer felizes, novos e libertos. Ninguém nos condena, Ele não nos condena. Ao contrário, está conosco sem nos criticar, ou acusar, nos espera com sua misericórdia infinita. 
O que cancela nossos pecados é o perdão de Deus e Sua misericórdia é o modo como nos perdoa. Ele ultrapassa qualquer lei, qualquer impasse ou bloqueio humano. Ele nos traz a paz. Chegamos à última semana da Quaresma, antes da Semana Maior, a Semana Santa. É tempo de nos prepararmos para que a Paixão e Ressurreição aconteça, de fato, em nossas vidas.
Que tenhamos a coragem de escutar a voz daquele que nos diz “vem para fora”, como fez Jesus com Lázaro, de nos deixarmos envolver pela misericórdia daquele olhar que não condena, como fez com a mulher adúltera, pois “a misericórdia divina é uma grande luz de amor e ternura, é o carinho de Deus nas feridas dos nossos pecados”, disse o Papa Francisco. Deixemos de lado os sepulcros, deixemo-nos encontrar com Jesus Cristo, Aquele que nos liberta e nos leva para a luz. “O melhor lugar para nos encontrarmos com o Senhor é a nossa própria fraqueza. Encontramos bem Jesus nos nossos pecados, nas nossas culpas, nos nossos erros”, afirma o papa.
Agência Aleteia
Postar um comentário