Blog Alma Missionária

Blog Alma Missionaria

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014


segunda-feira, Fevereiro 10, 2014

Adeus Luís - João Silveira



Ontem já na cama, enquanto esperava que o sono viesse, pensava em mil coisas, e uma delas era que nunca tinha morrido nenhum amigo meu, daqueles com quem tivesse coisas para recordar e com quem falasse frequentemente.


Hoje de madrugada morreu o Luís. Além da notícia me ter apanhado de surpresa, antes de um exame, foi especialmente chocante por ter acontecido a alguém tão novo, cheio de vida. Imediatamente rezei e rezei.


O Luís era apaixonado por Jesus, e isso via-se na alegria com que vivia o dia-a-dia e especialmente o seu trabalho de professor. Lembro-me que uma vez foi convidado para um jantar de um grupo que se costuma reunir às vezes, e ele, mesmo sendo um outsider, lá foi. No princípio estava um bocado reservado porque naquele jantar conhecia poucos bem, alguns mal e outros nem sequer conhecia. Mas a meio já estavam todos à sua volta enquanto contava as histórias de chorar a rir sobre os
seus queridos alunos.


Recordo especialmente as muitas batalhas juntos que lutámos pela vida,
contra o aborto, a favor da Família, onde ele mostrava toda a sua
generosidade. E também dos muitos coros onde cantámos (ele bem e
eu mal), e da sua boa-disposição constante.


Tenho a sensação de ter convivido com um santo. O Luís era melhor do
que eu em muitas coisas e, além da sua amizade, fica-me esse exemplo
a seguir.


O evangelho da Missa a que fui hoje, que mandei rezar por ele,
acabava com: “Vigiai, portanto; porque não sabemos o dia nem a
hora.” Fica-me este alerta, não sei o dia nem a hora. Hoje foi
o dia dele, qualquer dia será o meu; é melhor que esteja preparado
para o que vem a seguir.


Quem puder reze pelo Luís.

Autor: João Silveira às 23:41
Postar um comentário