Blog Alma Missionária

Blog Alma Missionaria

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Maria é exemplo de ternura e caridade para com os doentes


Primeira mensagem de Francisco para o Dia Mundial do Doente

D.R. | Papa Francisco
Cidade do Vaticano, 11 fev 2014 (Ecclesia) – O Papa Francisco dá o exemplo de Maria, mãe de Jesus, como “um modelo cristão de ternura e caridade respeitosa” para com o sofrimento dos doentes, na mensagem para o Dia Mundial do Doente, que se celebra hoje.
No texto intitulado 'Fé e Caridade: Nós também devemos dar a nossa vida pelos irmãos', Francisco refere-se a Maria como “a mãe de todos os sofrimentos”, confiando à sua intercessão este dia mundial, que se celebra no dia da memória litúrgica de Nossa Senhora de Lurdes.
“Para crescer em ternura, numa caridade respeitosa e sensível, temos um modelo cristão (…) Ela é a Mãe de Jesus e a nossa Mãe, sempre atenta à voz de Deus e às necessidades e dificuldades dos seus filhos” pode ler-se na mensagem. 
“Dirijo-me especialmente aos doentes e a todos os profissionais que prestam cuidados e tratamentos de saúde. A Igreja vê-vos, queridos doentes, como a presença especial de Cristo sofredor”, começa por escrever Francisco.
O Papa dá o exemplo do sofrimento de Jesus na Cruz para assinalar o sofrimento humano como um momento em que “se iluminou a escuridão”, um “mistério do amor de Deus”, que ao ser lembrado dá esperança, “porque no plano amoroso de Deus, mesmo na noite a dor pode dar lugar à luz da Páscoa”, e coragem “para enfrentar cada adversidade na companhia de Deus, unidos a Ele”.
“Jesus é o caminho, e com o Seu Espírito, podemos segui-Lo, assim como o Pai deu o Filho por amor”, por isso os cristãos também “podem amar os outros como Deus os amou, dando a vida pelos seus irmãos”, defende o Papa na mensagemdivulgada pelo Vaticano.
"Quando nos aproximamos com ternura daqueles que necessitam de cuidado, damos lugar à esperança e ao sorriso de Deus, algo tão importante num mundo cheio de contradições”, acrescenta.
O Papa defende ainda que quando “a dedicação e generosidade para com os outros se torna o estilo" das ações, abre-se "espaço para o Coração de Cristo”, algo que reconforta e contribui para “o advento do Reino de Deus”.
“O teste da verdadeira fé em Cristo está no dom de espalhar o amor ao próximo, especialmente para com aqueles que sofrem, para com aqueles que são marginalizados”, reforça Francisco.
“A todos os pacientes, profissionais de saúde e voluntários, concedo cordialmente a minha Bênção Apostólica”, termina Francisco, na sua primeira mensagem para esta celebração.
O Dia Mundial do Doente é celebrado anualmente a 11 de fevereiro, data que foi instituída em 1992, pelo Papa João Paulo II.
Na carta de instituição do Dia Mundial do Doente, o Papa João Paulo II lembrou que a data representa “um momento forte de oração, de partilha, de oferta do sofrimento pelo bem da Igreja e de apelo dirigido a todos para reconhecerem na face do irmão enfermo a Santa Face de Cristo que, sofrendo, morrendo e ressuscitando, operou a salvação da humanidade”. 
MD
Postar um comentário